INOVAÇÃO SIGNIFICATIVA PARA O SÉCULO 21

INOVAÇÃO SIGNIFICATIVA PARA O SÉCULO 21

No século passado, as principais causas de morte – doenças infecciosas – diminuíram consideravelmente graças ao desenvolvimento de vacinas, saneamento melhorado, uma maior conscientização pública em relação à saúde e à medicina moderna. A mortalidade geral causada por doenças como gripe e pneumonia diminuiu mais de 50 por cento, enquanto a expectativa de vida aumentou em 30 anos.1

No entanto, essa mudança trouxe novos desafios. A projeção é de que doenças crônicas – como doenças cardíacas, infarto, câncer, doenças respiratórias crônicas e diabetes – sejam responsáveis por 87 por cento de todas as mortes em países com alta renda.2 Como os sistemas de saúde são criados em torno do tratamento de necessidades agudas ao invés de interações de longo prazo com pacientes, essas doenças crônicas continuam a crescer. Temos que encontrar maneiras de trabalharmos juntos como uma indústria para encontrarmos maneiras de tratar essas doenças.

Na Medtronic, estamos comprometidos em acelerar o desenvolvimento de inovações significativas para pacientes com doenças crônicas – inovações que acrescentem valor real em melhores resultados dos pacientes a um custo adequado, proporcionem uma qualidade de vida melhorada e possam ser validadas por evidências clínicas e econômicas. Apenas neste ano, investimos US$ 1,5 bilhão em pesquisa e desenvolvimento para colocar no mercado inovações significativas. E não estamos pensando sobre isso apenas no nível do produto, estamos desenvolvendo inovações para os níveis terapêutico, procedimental e de sistema.


87% DE TODAS AS MORTES

A projeção é de que doenças crônicas sejam responsáveis por 87 por cento de todas as mortes em países de alta renda.2


INOVAÇÃO TERAPÊUTICA

A Medtronic investiu pesado no tratamento de insuficiência cardíaca, proporcionando inovações significativas no tratamento contínuo para ajudar a controlar os custos da doença com tratamento mais caro atualmente.

Todos os anos, cerca de milhões de pacientes são hospitalizados com insuficiência cardíaca, custando US$ 31 bilhões em custos diretos e indiretos.3,4 Pelo menos metade desses pacientes serão internados novamente no hospital dentro de seis meses com um custo médio de US$ 8.184, enquanto a média de reembolso para visitas como essa é de US$ 6.111. Isso significa que os hospitais irão perder dinheiro em cada paciente internado com problemas relacionados à insuficiência cardíaca.5 Por isso que, em parte, espera-se que o custo do tratamento da doença atinja mais que o dobro em 2030, chegando a US$ 70 bilhões.6

Os engenheiros da Medtronic perceberam que uma maneira de ajudar foi possibilitar que dispositivos de terapia de ressincronização cardíaca (TRC) se adaptassem aos ritmos individuais do coração de cada paciente. Isso foi alcançado com um algoritmo recém-criado, que foi adicionado aos nossos dispositivos de TRC. Esses pequenos ajustes acabaram rendendo um valor significativo, incluindo a redução de fibrilação atrial em 46 por cento,7 e de novas internações hospitalares gerais em 21 por cento.8 Mas nossas inovações terapêuticas vão muito além de apenas doenças cardíacas. Entre as nossas inovações terapêuticas que foram apresentadas, incluem-se um monitor cardíaco miniaturizado – Reveal LINQ – capaz de monitorar remotamente o coração por três anos quanto a ritmos cardíacos anormais que poderiam causar infarto, e o recuperador de stent Solitaire, que remove mecanicamente coágulos sanguíneos do cérebro, que estão causando um infarto.


De US$ 31 bilhões em 2012 para US$ 70 bilhões em 2030

Espera-se que o custo para tratamento de insuficiência cardíaca aumente de US$ 31 bilhões em 2012 para US$ 70 bilhões em 2030.6

 


INOVAÇÃO PROCEDIMENTAL

O câncer de pulmão é a principal causa de mortes relacionadas ao câncer nos EUA.9 Em seu estágio inicial, poucos ou nenhum sintoma é aparente, por isso a maioria dos pacientes são diagnosticados em estágios avançados, quando as taxas de sobrevivência diminuem drasticamente. Diagnosticar essa doença no começo, quando ela é mais curável, pode aumentar as chances de sobrevivência a longo prazo. Porém, uma das dificuldades em diagnosticar pacientes é obtendo amostras suficientes de tecido do pulmão.

Para tratar dessa questão, a Medtronic agora oferece uma ferramenta de biópsia de tecido minimamente invasiva e um sistema de navegação – superDimension – para alcançar áreas complicadas do pulmão. Clínicas multidisciplinares que incluíram nossa tecnologia em suas ofertas observaram melhorias na qualidade do tratamento e na satisfação do paciente.10 E como o sistema permite que os médicos alcancem lesões profundas na periferia do pulmão, onde pequenas lesões podem estar localizadas, os médicos podem diagnosticar essas lesões menores mais cedo e, assim, começar logo o tratamento.

Outras inovações procedimentais – como válvulas cardíacas artificiais recapturáveis, de modo que os médicos possam se certificar de que o dispositivo está implantado exatamente no local correto, e um marca-passo sem fio que pode ser implantado diretamente no coração, para que os pacientes não tenham que passar por uma cirurgia de coração aberto – são apenas algumas das maneiras através das quais estamos utilizando a tecnologia para facilitar procedimentos médicos e torná-los mais bem-sucedidos.


gráfico: 40% das mortes na Índia devido a doenças cardíacas em 2020

Em 2020, o Congresso Mundial de Cardiologia estima que 40 por cento das mortes na Índia ocorrerão devido a doenças cardíacas.11


INOVAÇÃO DO SISTEMA

Mercados emergentes enfrentam obstáculos específicos em sua tarefa de resistir e estabelecer sistemas de saúde sustentáveis, de alta qualidade e econômicos. O acesso é normalmente impactado pela localização e proximidade a instituições de saúde de qualidade, pela carência de especialistas e profissionais da saúde treinados de qualidade e pela falta de infraestrutura ou instalações.

Na Índia, o rápido crescimento das doenças cardíacas valeu ao país o título de “capital mundial das doenças cardiovasculares". O Congresso Mundial de Cardiologia estima que, em 2020, 40 por cento das mortes na Índia ocorrerão devido a doenças cardíacas. Uma combinação de falta de conscientização, acesso à saúde e condições econômicas para o tratamento são barreiras que os indivíduos encontram ao buscar tratamento.11

O programa “Healthy Heart For All” da Medtronic – que trabalha com hospitais e médicos locais para remover as barreiras para o acesso de pacientes a tratamentos de ritmo cardíaco e vasculares – é um exemplo precoce e bem-sucedido da nossa abordagem do percurso de tratamento em mercados emergentes para ajudar a superar essas barreiras. O programa trabalha para avaliar e melhorar continuamente todo o percurso de tratamento do paciente cardíaco e tem se empenhado para resolver questões associadas com conscientização e exame de pacientes e aconselhamento e opções de financiamento para pacientes que precisam de assistência financeira para acessar as opções terapêuticas. O programa trabalha com mais de 120 unidades em mais de 22 cidades indianas. Até o momento, mais de 1.200 médicos foram treinados, 147.000 pacientes foram examinados e mais de 14.000 desses pacientes receberam tratamento.

Além disso, a Medtronic está trabalhando de acordo com linhas semelhantes no mercado desenvolvido do Reino Unido com nossas próprias parcerias. Através da empresa Integrated Health Solutions, da Medtronic, estamos buscando novas maneiras de trabalhar com e nos hospitais para reduzir o custo do tratamento em um acordo de compartilhamento de risco.

Recentemente, foi conduzido um programa com o Imperial College Healthcare NHS Trust no Reino Unido, um grande hospital de ensino reconhecido como centro de excelência em cardiologia e cirurgia cardiotorácica que cuida de mais de 20.000 pacientes anualmente. Ao renovar o velho equipamento do laboratório de cateterismo substituindo-o pela mais inovadora tecnologia médica disponível e otimizando as operações diárias, a Medtronic conseguiu apresentar uma considerável criação de valor – incluindo economia em eficiência – estimada em £ 840.000 no primeiro ano. A parceria realizou esse feito melhorando a capacidade, reduzindo as listas de espera e possibilitando um maior foco em atividades clínicas principais. Com base no sucesso desse programa e em outros como ele, alcançamos aprendizados cruciais e agora estamos expandindo esse programa para outras regiões do mundo. Atualmente, gerenciamos laboratórios de cateterismo em 50 hospitais, administrando com eficiência US$ 1 bilhão em tratamentos cardíacos.


US$ 1 bilhão em tratamentos cardíacos

 

A Medtronic gerencia atualmente laboratórios de cateterismo em 50 hospitais, administrando com eficiência 1 bilhão de dólares em assistência cardíaca.

 


INOVANDO JUNTOS

Serão necessárias ideias arrojadas em todos os níveis se quisermos, neste século, obter os mesmos resultados na redução de doenças crônicas como obtivemos com as doenças infecciosas no século passado.

A Medtronic está analisando como nossa tecnologia e conhecimento podem ser utilizados de maneiras novas e animadoras, mas também percebemos que são as parcerias que formamos em todo o mundo que conduzem os maiores avanços para pacientes, hospitais e sistemas.

Junte-se a nós para irmos Juntos, Além e continue a criar inovações significativas.

ENVIE SUA INVENÇÃO PARA A MEDTRONIC

Como líder na área dos cuidados com a saúde baseados em valor com foco na inovação terapêutica com dispositivos médicos e em serviços e soluções na área da saúde, a Medtronic está comprometida em levar adiante a melhor tecnologia para aliviar a dor, restabelecer a saúde e prolongar a expectativa de vida dos pacientes.  Reconhecemos que uma colaboração aberta é um dos meios para atingir essa meta.

Para enviar sua invenção, siga as instruções fornecidas abaixo no PDF do Folheto para envio de invenção.


Referências

1

UNC Carolina Population Center. Mortality and Cause of Death, 1900 v. 2010. http://demography.cpc.unc.edu/2014/06/16/mortality-and-cause-of-death-1900-v-2010/. June 16, 2014. Acessado em 1º de setembro de 2015.

2

World Health Organization. Chronic diseases and health promotion. http://www.who.int/chp/en/. 2015. Acessado em 1º de setembro de 2015.

3

Hall MJ., Levant S., DeFrances CJ. Hospitalization for congestive heart failure: United States, 2000–2010. NCHS data brief, no 108. Hyattsville, MD: National Center for Health Statistics, 2012.

4

American Heart Association. Forecasting the Impact of Heart Failure in the United States. http://circheartfailure.ahajournals.org/content/early/2013/04/24/HHF.0b013e318291329a.abstract. April 24, 2013. Acessado em 31 de agosto de 2015.

5

Gunnarsson C, et al. Cost Profile of Heart Failure Inpatient Admissions in the United States: Data from the Premier Hospital Database. Circ Cardiovasc Qual Outcomes. 2013;6:A66.

6

Martin D, et al. Can Adaptive Cardiac Resynchronization Therapy Reduce Atrial Fibrillation Risk? Circulation. 2013;128(22S):A17740.

7

Tarab AD, et al. Value Health. 2012;15: A 3 49.

8

Os dados refletem a experiência de instituições selecionadas e podem não ser generalizados em outras regiões e algoritmos de tratamento.

9

The Health Site. ‘India is the diabetes and coronary heart disease capital of the world’. http://www.thehealthsite.com/news/india-is-the-diabetes-and-coronary-heart-disease-capital-of-the-world/. November 17, 2014. Acessado em 8 de setembro de 2015.