Hidrocefalia de pressão normal

Hidrocefalia de pressão normal Sua Saúde

Sobre essa Doença

Sobre a hidrocefalia de pressão normal

A hidrocefalia de pressão normal se caracteriza por excesso de líquido cefalorraquidiano nos ventrículos do cérebro. Ela geralmente afeta adultos com idades entre 60 e 70 anos.

Definição

A hidrocefalia se refere a uma quantidade excessiva de líquido cefalorraquidiano nos ventrículos do cérebro. A hidrocefalia de pressão normal é um tipo de hidrocefalia que afeta adultos mais velhos, normalmente os que têm entre 60 e 70 anos de idade.

Em condições normais, existe um delicado equilíbrio entre a produção, a circulação e os níveis de absorção de líquido cefalorraquidiano nas cavidades cerebrais conhecidas como “ventrículos”. A hidrocefalia se desenvolve quando o líquido cefalorraquidiano não pode fluir pelo sistema ventricular ou quando a absorção na corrente sanguínea não é a mesma que a quantidade de líquido cefalorraquidiano produzido.


Sintomas

A hidrocefalia de pressão normal é caracterizada pelo aparecimento gradual de três sintomas, geralmente na seguinte ordem:

  • Distúrbio de movimento (problemas para caminhar), como pequenos passos trocados, tendência de queda, sensação de pés pesados ou dificuldade para usar escadas
  • Incontinência urinária (deficiência no controle da bexiga), como uma necessidade urgente ou frequente de urinar ou a perda do controle para segurar a urina
  • Demência leve (deficiências cognitivas), como esquecimento, perda de memória, perda de interesse em atividades ou alterações de humor

Causas

Assim como outros tipos de hidrocefalia, a característica determinante da hidrocefalia de pressão normal é o alargamento dos ventrículos do cérebro. Os ventrículos expandidos parecem distorcer as vias nervosas entre o cérebro e a medula espinhal, causando, assim, os sintomas. Em alguns casos, o fluxo sanguíneo também diminui.

Para a maioria das pessoas com hidrocefalia de pressão normal, a causa da hidrocefalia não pode ser determinada. Em outros casos, a pessoa tem um histórico de hemorragia cerebral (por exemplo, de uma ruptura de aneurisma ou trauma cerebral) ou meningite. No entanto, não está claro por que ou como essas condições causam hidrocefalia de pressão normal.


Diagnóstico

A hidrocefalia de pressão normal pode apresentar dificuldade de diagnóstico, uma vez que nem todos os sintomas podem surgir ao mesmo tempo. Além disso, esses sintomas são frequentemente relacionados a outras condições comuns da população idosa (como a doença de Parkinson, a osteoartrite e a doença de Alzheimer).

Um ou mais dos seguintes testes diagnósticos são normalmente usados para verificar se há hidrocefalia de pressão normal:

  • Exames de imagiologia cerebral na identificação dos ventrículos aumentados
    • Varreduras de tomografias computadorizadas com uso de radiografias para produzir imagens transversais que permitem que os médicos analisem diferentes partes do cérebro
    • Ressonância magnética (RM) que fornece informações importantes sobre o sistema ventricular e ajuda a descartar outros distúrbios como hematoma subdural, tumor, infecção ou anormalidade estrutural
  • Testes neuropsicológicos como o meio mais preciso de confirmação e documentação de pontos fortes e problemas cognitivos
  • Drenagem do líquido cefalorraquidiano lombar como forma de prognosticar a probabilidade de uma resposta positiva por parte da pessoa a um procedimento de implante de válvula
    • Punção lombar ou espinhal como teste diagnóstico invasivo que remove o líquido cefalorraquidiano da coluna vertebral
    • Drenagem lombar ampliada como opção, caso o indivíduo não responda a uma simples punção lombar
  • Resistência de saída do líquido cefalorraquidiano como um teste mais complexo que determina a capacidade do corpo na absorção do excesso de líquido cefalorraquidiano

Referenced path does not exist