Doença arterial coronariana

Doença arterial coronariana Sua Saúde

Sobre essa Doença

Sobre a doença arterial coronariana

Uma artéria coronariana bloqueada pode causar um ataque cardíaco. Tanto em homens como em mulheres, a doença arterial coronariana é a principal causa de morte na Austrália.

Definição

A doença arterial coronariana (DAC) é um tipo de doença cardíaca que causa o fornecimento inadequado de sangue até o músculo cardíaco – um estado potencialmente prejudicial. A doença arterial coronariana também é conhecida como doença cardíaca coronária (DCC).


Causa

A doença arterial coronariana é causada pelo acúmulo de gordura, depósitos gordurosos dentro das artérias. Esses depósitos são formados por colesterol, cálcio e outras substâncias no sangue. Esse acúmulo é denominado “placa aterosclerótica” ou simplesmente “placa”. Depósitos de placas podem obstruir as artérias coronárias e deixá-las rígidas e irregulares. Isso é denominado “endurecimento das artérias”.

Pode haver um único bloqueio ou vários bloqueios, e os mesmos podem variar de gravidade e localização. Esses depósitos lentamente estreitam as artérias coronárias, fazendo com que o coração receba menos sangue e oxigênio. Essa diminuição do fluxo sanguíneo pode causar dores no peito (angina), falta de ar e outros sintomas. Um bloqueio total pode causar um ataque cardíaco.


Sintomas

Como a doença arterial coronariana (artérias entupidas) pode desenvolver-se ao longo de muitos anos, os sintomas frequentemente não são sentidos até que os bloqueios sejam graves e potencialmente fatais. Os primeiros sintomas podem ocorrer quando seu coração estiver trabalhando mais do que o habitual, como durante exercícios. No entanto, esses sintomas também podem ser percebidos durante o descanso ou sem que haja esforço físico.

Os sintomas da doença arterial coronariana podem ser diferentes de pessoa para pessoa, mas os sintomas mais comuns incluem:

  • Desconforto ou dor no peito (angina)
  • Falta de ar
  • Fadiga extrema durante o esforço
  • Inchaço dos pés
  • Dor no ombro ou braço
  • As mulheres podem sentir uma dor atípica no peito. Pode ser uma dor breve ou aguda no abdômen, costas ou braço.

As mulheres são mais suscetíveis a outros sinais de alerta de um ataque cardíaco que os homens, incluindo náusea e dor nas costas ou na mandíbula. Às vezes, um ataque cardíaco ocorre sem qualquer sinal ou sintoma aparente.

Fale com seu médico se acha que apresenta sintomas da doença arterial coronariana. Se achar que está sofrendo um ataque cardíaco, busque ajuda médica imediatamente.


Fatores de Risco

As artérias endurecem um pouco com a idade. No entanto, alguns fatores de risco podem acelerar o processo:

  • Idade (mais de 45 anos para os homens, e mais de 55 anos para as mulheres)
  • Histórico familiar de doença cardíaca
  • Tabagismo
  • Pressão arterial elevada
  • Colesterol LDL (ruim) alto e colesterol HDL (bom) baixo
  • Certas doenças, como o diabetes
  • Sobrepeso ou obesidade
  • Falta de exercício
  • Certos tipos de radioterapia no peito
  • Stress

Homens correm um risco mais alto de sofrer da doença arterial coronariana que as mulheres. O risco aumenta para as mulheres após a menopausa. 


Diagnóstico

Se seu médico suspeitar que você tem a doença arterial coronariana, deve encaminhá-lo para um cardiologista com especialidade em problemas do coração, artérias e veias.

Ao fazer um diagnóstico, o médico irá lhe perguntar sobre os sintomas, histórico médico e fatores de risco. Com base nessas informações, o médico pode pedir a você alguns exames para saber se suas artérias estão saudáveis. Os exames mais comuns incluem:

  • Eletrocardiograma (ECG ou EKG)
  • Ecocardiograma (ECO)
  • Teste de estresse
  • Tomografia cardíaca nuclear/teste de estresse nuclear
  • Tomografia computadorizada de feixe de elétrons (TCFE)
  • Angiografia por ressonância magnética (Angio-RM)
  • Angiografia
  • Ultrassom intravascular (USIV)
  • Radiografias
  • Exames de sangue
  • Angiografia por tomografia computadorizada (Angio-TC)

Disclaimer

As informações contidas neste site não devem ser usadas no lugar de consultas médicas. Sempre converse com o seu médico para obter diagnósticos e informações de tratamento.